Deusa Rodrigues - Travel Agent

Vinícolas e café colonial de Jundiaí opções de viagem no interior

16.set.21 - atualizado em 04.dez.21



As Vinícolas Jundiaí e café colonial estão bem pertinho de São Paulo. A cidade tem se destacado pelas experiências de turismo rural e visitação às adegas e vinícolas.

A região também faz parte do Circuito da Frutas. A cada dia há viajantes em busca de conhecer o campo e poder vivenciar a cultura do interior.

Eu fui conhecer e veja as dicas que preparei.

Vinícolas e café colonial de Jundiaí

Você vai gostar também de ler sobre: Hotéis Refúgios no Interior.

Vinícolas e Café Colonial de Jundiaí

A minha sugestão é passar o final de semana na cidade, para ter tempo de conhecer a região e viver as experiências.

Os principais atrativos estão distribuídos nos bairros rurais: Traviú, Caxambu, Castanho e Terra Nova.

As histórias de empreendedorismo entre as famílias de imigrantes se assemelham, com muito trabalho e esforço na produção de vinho, que fizeram o sucesso da região. Há charmosas vinícolas e degustação para descobrir, além de opções de café colonial.

O lado bom de viajar pelo interior é estar em áreas abertas ao ar livre, ótimas opções em tempos de distanciamento.

O centro de Jundiaí tem alguns prédios históricos, no entanto é uma cidade média que sedia diversas empresas importantes.

Vinícolas e café colonial de Jundiaí

Bella Mattina – Café Colonial de Jundiaí

Eu saí cedo de São Paulo para provar o Café Colonial Bella Mattina e depois conhecer as vinícolas de Jundiaí.

Localizado no bairro típico italiano Traviú, o Bella Matina é um restaurante rústico, aberto, com mesas também do lado de fora em meio a frondosas árvores.

Vinícolas e café colonial de Jundiaí

Nós escolhemos uma mesa mais reservada entre árvores. Junto ao salão principal está o Buffet Self Service com direito a delícias do forno de lenha.

Há uma grande variedade de pães, doces, bolos, salgados diversos, ovos, salsicha, frutas, leite, café, chocolate, etc.

O café colonial tem como característica a mesa farta, herança dos imigrantes que faziam uma refeição matinal mais reforçada devido ao trabalho pesado na roça.

Vinícolas e café colonial de Jundiaí

O local também conta com uma vendinha de produtos da terra, galinheiro, amostra de plantação de morangos e horta. As crianças adoram circular tranquilas pela propriedade.

O preço é fixo de R$ 60,00 por pessoa, no mês de setembro de 2021, com uma tolerância de 1h30 na mesa.

Bella Mattina – Rua Roberto Carbonari, 135 – Bairro Traviú

Outro destino do Brasil que é especialista em café colonial é em Gramado, no Rio Grande do Sul.

Vinícolas de Jundiaí e Café Colonial

A cidade conta com 20 adegas e vinícolas com vinho de diferentes tipos:  tintos, brancos, roses, secos, suaves s frisantes.

A produção teve desenvolvimento com os imigrantes italianos no final do século XIX. Os dados históricos do Primeiro Cartório, mostram que a produção é muito mais antiga e em 1669 já registrava a venda de vinhos produzidos a partir das uvas de Jundiaí.

Um detalhe interessante é que houve uma projeção internacional, quando os vinhos da cidade foram servidos aos Papas Bento XVI e ao Papa Francisco em suas visitas ao Brasil.

Hoje Jundiaí sedia uma das maiores produtoras de bebidas da América Latina, a Cereser, conhecida pela Sidra de Maçã.

Conheça também as atrações da Estrada do Vinho de São Roque.

Adega Santa Cecília – Vinícolas de Jundiaí

A Vinícola Santa Cecília está mesmo bairro do Café Colonial Bella Mattina, dá para fazer a visita na sequência.

Quando se circula pelo Traviú, a maioria das ruas são de terra e há várias casinhas, capelas, sítios e fazendas da colônia italiana.

A Adega Santa Cecília tem um visual bonito, a entrada da fazenda é ajardinada e dá de frente para uma lojinha dentro de de grande barril de madeira onde se encontram vinhos finos, suco de uva integral, além de oferecer uma pequena degustação.

Vinícolas e café colonial de Jundiaí

Ao lado há uma singela capelinha da Santa Cecília e ao fundo os parreirais à beira de um lago, que fazem do ambiente um lugar romântico.

Vinícolas e café colonial de Jundiaí

A Adega Santa Cecília oferece cestas de piqueniques para desfrutar do bonito cenário. Os visitantes podem sentar na grama ao redor da toalha xadrez ou em bancos embaixo de árvores.

Há simpáticas mesinhas ao lado da cozinha, com tabuletas com palavras sugestivas. Eu acho que descobri a felicidade com uma taça de vinho para curtir o visual, conforme a foto destaque deste post.

Nós conferimos os itens dos cardápios das cestas de piquenique, com as delícias italianas para esquecer o regime. Um detalhe interessante é que os comes e bebes, são baseados em poesias de Cora Coralina.

Das Vinícolas de Jundiaí considerei uma das mais inspiradoras.

Adega Santa Cecília – Av. Comendador Antônio Carbonari, 3384.

Se você gosta de vinho, deve conferir o post: Vinícolas do Chile, qual visitar?

Adega Brunholi

No período da tarde fomos conhecer os atrativos do bairro de Caxambu, lá estão 16 adegas e vinícolas, restaurantes variados, sendo 35 empreendimentos turísticos no total.

A família Brunholi é uma das mais tradicionais e o destaque é o Museu do Vinho, que também é grande barril de madeira com peças e detalhes da história do vinho em Jundiaí.

Dentro do museu há informações da 20 famílias de imigrantes italianos que deram origem aos negócios do vinho Jundiaí. Há peças históricas que eram utilizadas no século passado.

A loja ao lado do museu, tem vinhos variados, licores, cachaças, suco de uva, queijos e diversos produtos da fazenda, é uma das mais completas da região.

Há no local o Restaurante Brunholi também especializado em comida italiana e pratos variados.

Uma construção com grande capacidade interna e com mesas na varada, que hoje em dia está preferência dos visitantes. Para almoçar ou jantar lá é bom chegar cedo ou reservar.

Ao lado do Museu do Vinho está a Choperia Brunholi que aos finais de semana conta com música ao vivo.

A propriedade Villa Brunholi é ampla, cercada de jardins e com animais como uma mini fazenda.

Das Vinícolas de Jundiaí a Brunholi se destaca pelo Museu do Vinho.

Adega Brunholi – Av. Humberto Cereser, 5900 – Caxambu.

Adega e Restaurante Beraldo di Cale

A propriedade é bem rural localizada no final do bairro do Caxambu, na  Estrada de Jarinu. A entrada é bem discreta, por uma travessa de terra, observe que há uma placa de identificação numa árvore.

As mesas do restaurante ficam à beira de um riacho, a culinária é italiana com pratos variados.

A loja oferece além de vinhos, licores, queijos e produtos da fazenda e funciona as sábados e domingos. O destaque é a produção do vinho frisante da uva Niágara, típica de Jundiaí.

Há uma pequena área de plantação de girassóis. Das Vinícolas de Jundiaí é uma das mais charmosas.

Adega e Restaurante Beraldo di Cale – Estrada de Jarinu, km 12 – Caxambu.

Vinícolas e café colonial de Jundiaí

Vinícola Castanho

No domingo pela manhã fomos conhecer a Vinícola Castanho no bairro do mesmo nome, outra área rural de Jundiaí.

A vinícola conta com degustação, que devido à pandemia atende apenas 10 a 12 pessoas, ou 3 famílias, que ficam em mesas separadas.

Há um simpático trenzinho que percorre a propriedade para conhecer os parreirais.

Ao lado da loja fica o salão de produção, onde os visitantes podem conhecer os modernos barris de inox, com alto controle de temperatura e qualidade.

Vinícolas e café colonial de Jundiaí

O case de sucesso da Vinícola Castanho atual é o vinho em lata, o Euforia, um Rosé suave Bordô frisante e gaseificado, que tem uma ótima aceitação entre os jovens. Ideal para o verão, além de refrescante é fácil de transportar para praia ou piscina.

Das Vinícolas de Jundiaí é uma das mais inovadoras.

Vinícola Castanho – Travessa dos Patos, 1050 – Castanho.

Loja da Cereser

A Loja da Cereser – CRS Brands, também é um ponto turístico de Jundiaí. Atualmente é uma das maiores empresas de bebidas alcóolicas da América Latina. Produz vinho, espumante, vermute, vinagre e outros produtos.

O local é um Showroom da fábrica, cuja unidade principal está no terreno ao lado, onde tudo começou.

Eu gostei de conhecer os produtos diferentes, como espumantes para jovens sem álcool, o Spritz um coquetel italiano pronto que lembra o Aperol, e outas novidades.

Os preços também são convidativos além da simpatia do atendente que conta a história da Viti Vinícola Cereser a partir de peças históricas expostas na loja.

Das Vinícolas de Jundiaí é a uma das grandes empresas do Brasil.

Cereser – Av. Humberto Cereser, 2970 – Caxambu

Onde comer

A gastronomia tem heranças dos imigrantes que se instalaram na região. As opções são comidas da fazenda, cantinas italianas, além de restaurantes de comida alemã, japonesa, chinesa, etc.

Em Jundiaí há diversos restaurantes em adegas e vinícolas, o ideal é chegar entre 12h00 e 12h15, porque a procura é grande.

Restaurante Travitália

O Restaurante Travitália fica ao lado do Bella Mattina, sendo os proprietários da mesma família.

No cardápio a especialidade são as massas frescas e pratos da culinária italiana.

Uma das atrações é o visual tanto da construção como da vista, faz o estilo visual rústico chique.

Eles também trabalham com eventos e durante a minha visita, conferi um bonito casamento.

Restaurante Travitália – Roberto Carbonari, 135 – Traviú.

Restaurante Italianão

Fomos conferir o Restaurante Italianão, no bairro do Caxambu, que está aberto desde 1958. Um lugar típico construído em madeira e também área aberta no jardim, a especialidade é em frutos do mar.

Para lanche rápido há várias lanchonetes e padarias como: Kiosque Roseira, Cervejaria Marcos Brunholi, Keli Panificadora, etc.

Kiosque Roseira

O Kiosque Roseira é um dos mais conhecidos especialistas na coxinha de queijo, que é um Patrimônio Imaterial de Jundiaí.

O quitute está no cardápio dos restaurantes da cidade há mais de 40 anos.

Nós fomos experimentamos e realmente é uma delícia, há diversos tipos no cardápio e eu recomendo a opção 3 Queijos, a coxinha vem fresquinha, pois é frita na hora e com os recheios derretendo.

Passamos algumas vezes em frente e pudemos observar que está sempre lotado.

Galeria Bocchino

Na cidade não poderia faltar sorvete italiano e o lugar ideal para prova-lo é na Galeria Bocchino no centro da cidade, outro Patrimônio Imaterial de Jundiaí.

O que comprar em Jundiaí

As ofertas de compras são as bebidas, desde vinhos, sucos de uva, espumantes até sem álcool, vinagres, tudo com bons preços, uma vez que são vendidos direto dos produtores.

Nas lojas das vinícolas há sempre oferta de diversos outros produtos como queijos, salames, massas, pães, conservas, etc.

As frutas também são encontradas em abundância, principalmente a uva e o morango, eu aproveitei para abastecer a casa de produtos frescos da fazenda.

Circuito das Frutas

A cidade de Jundiaí faz parte do Circuito das Frutas, juntamente com Atibaia, Indaiatuba, Itatiba, Itupeva, Jarinu, Louveira, Morungaba, Valinhos e Vinhedo. Há diversos eventos anuais durante o período da colheita.

Confira o Tour Morango e Flores em Atibaia, outra experiência de Turismo Rural no estado de São Paulo.

Quanto às frutas o destaque maior é para a cultura da uva, no entanto há também: morango, goiaba, ameixa, caqui, acerola e figo.

Rotas Turísticas de Jundiaí

A Cidade de Jundiaí está dividida em algumas Rotas Turísticas: Uva, Vinho, Cultura Italiana, Castanho, Terra Nova e Centro Histórico.

As regiões foram catalogadas conforme os bairros e as características.

A Rota Cultura Italiana é uma das mais representativas, no bairro Traviú, onde se localiza a Adega Santa Cecília, o Bella Mattina, o Restaurante Travitália, etc.

A Rota do Vinho e da Uva conta com a maioria das adegas e vinícolas.

A Rota Terra Nova estão alguns sítios e fazendas e um dos principais atrativos é o Haras Terra Nova.

A Rota do Centro Histórico está basicamente no centro da cidade.

Entre as construções está a bonita Catedral, onde existia a primeira capela católica do início do povoamento, chamado de Freguesia de Nossa Senhora do Desterro de Jundiahy, de 1651.

A Catedral tem um estilo colonial barroco. Um dado interessante é que no final do século XIX passou para uma reforma liderada por Ramos de Azevedo, que deu à construção a característica neogótica. O ponto alto do templo são os incríveis vitrais coloridos.

Turismo Rural

O Turismo Rural é uma característica da região, onde o visitante pode conhecer um pouco da cultura da roça.

As principais atrações de Jundiaí estão ligadas às visitas às adegas e vinícolas para circular entre os parreirais.

As experiências de viagem também incluem conhecer as tradições, colher frutas no pé, visitar as hortas e observar os animais da fazenda.

A culinária do interior é sempre saborosa, com delícias saídas do fogão à lenha.

O delicioso café colonial é uma das melhores maneiras de conhecer a gastronomia local.

Como chegar à Jundiaí

Para quem se encontra em outros estados, para chegar à Jundiaí de transporte aéreo, há os aeroportos de São Paulo ou Campinas. Veja as ofertas para compra de passagens aéreas.


Seguros Promo

De Automóvel

Para quem vai sair de São Paulo de carro, a melhor rota é via Rodovia Anhanguera. Confira as opções das locadoras de carros, tipos de veículos e preços de acordo com as datas da viagem.

De Trem

Outra possibilidade é embarcar em uma viagem no tempo com o Trem Expresso Turístico, formado por uma locomotiva a diesel, da CPTM que conduz dois carros de passageiros, de aço inoxidável.

A viagem é feita a bordo de uma charmosa locomotiva da década de 50, totalmente reformada.

O trajeto é realizado semanalmente aos sábados, com partida às 8h30 na Estação da Luz e retorno às 16h30 na Estação Jundiaí. A duração é de 1h20 e os monitores dão informações históricas da ferrovia.

Eu viajei no tempo porque relembrei o trajeto em trem que fiz há mais de 34 anos atrás na minha primeira visita à Jundiaí.

Serra do Japi

Para quem quer ficar próximo da natureza a sugestão é conhecer a Serra do Japi, que é considerada uma reserva da biosfera.

Um lugar privilegiado, com a flora exuberante entre matas, bosques, colinas e nascentes.

Há visitação monitorada à Reserva Biológica Serra do Japi, que são coordenadas pelo Projeto Nossa Serra, para a Educação Ambiental. O passeio é ideal para quem fica mais tempo na cidade.

Onde ficar em Jundiaí

Há diversos hotéis de qualidade e redes internacionais, a maioria tem perfil executivo, veja abaixo as dicas.

O Summit Hotel Serra é um dos melhores.

A rede Summit se faz presente com os outras propriedades em Jundiaí.

O Quality Hotel Jundiaí é de uma cadeia de hotéis presentes em outras cidades do Brasil também ao lado da Rodovia Anhanguera.

Quanto aos hotéis da rede internacional Accor há 2 propriedades:

íbis Jundiaí. localizado na região do Shopping Jundiaí.

íbis Budget Shopping, está próximo do Shopping Jundiaí e com ótimo custo benefício, sendo que o café da manhã é pago à parte.

O Aparthotel Adágio Jundiaí Shopping se localiza no centro, ao lado o ibis Budget.

Dicas de Viagem

Para aqueles que são de outros estados a dica é conjugar a viagem com estadia também na cidade de São Paulo. Há inúmeras atrações a descobrir na maior metrópole da América Latina.



Booking.com

Veja nos posts as opções para conhecer na cidade de São Paulo:

O que fazer na Avenida Paulista.
Mirantes de São Paulo.
Onde Comer em São Paulo.
Centros Culturais de SP.

A região de Jundiaí tem várias paisagens rurais e parreirais para fotografar. Que tal levar uma Câmera Instax Mini? Para completar o kit leve o FujiFilm com 20 fotos.

Nota da Autora

Os meus agradecimentos às empresas mencionadas no post e à Secretária de Turismo – Rotas Turísticas de Jundiaí.

O Blog Deusa Rodrigues tem diversas parcerias de serviços. Se você usar os links abaixo nos auxiliará a manter o site. Não pagará mais por isso e em alguns casos há descontos, promoções e entregas a domicílio.

  • 🏨 Reserva de hotéis – parceria com Booking, clique aqui.
  • 🏡 Aluguel de casas e apartamentos – parceria com Booking, clique aqui.
  • ✈ Passagens aéreas e pacotes de viagem – parceria com Passagens Promo, clique aqui.
  • 🎫 Ingressos- Disney, parques temáticos, musicais da Broadway e tours. Parceria com RCA Operadora oficial, clique aqui.
  • 🚗 Aluguel de carros - parceria com Rentcars, clique aqui.
  • 🚌 Excursões e ônibus hop-on hop-off - parceria com Get Your Guide, clique aqui.
  • 🌎 Passeios e experiências - parceria com Easy Travel Shop, clique aqui.
  • 🏥 Seguro viagem - parceria com Seguros Promo, cupom de desconto DEUSA5, clique aqui.
  • 📱 Chip para celular – Viaje Conectado. Parceria com a Seguros Promo, clique aqui.
  • 💵 Câmbio de moedas - parceria Confidence Câmbio clique aqui.
  • 📚 Associado Amazon – compras online, entrega rápida, clique aqui.

Deixe o seu comentário!

Copyright © 2021 Deusa Rodrigues | Todos os Direitos Reservados

Direitos autorais: todos os textos são autorais e as fotos a maioria são autorias e outras cedidas por hotéis e representações para esse blog/site. Nenhuma parte desa publicação poderá ser reproduzida, copiada, armazenada em sistema digital ou transferida por qualquer meio eletrônico, fotocópia, mecânico, etc. sem que haja permissão por escrito emitida por esse Blog Deusa Rodrigues - viagens e lua de mel