Deusa Rodrigues - Travel Agent

O que fazer no Maranhão: São Luís e Rota das Emoções

03.jul.21 - atualizado em 17.jul.21



O que fazer no Maranhão, um estado com várias atrações. O conjunto arquitetônico do centro de São Luís é um dos Patrimônios Culturais da Humanidade pela UNESCO.

O Maranhão passou a ser uma rota turística para estrangeiros, que descobriram o Parque Nacional dos Lençóis e atualmente pela incrível Rota das Emoções.

Com certeza será uma viagem apaixonante por paisagens únicas.

Confira as dicas que preparei para sua viagem sobre o que fazer no Maranhão.

Você vai gostar também de ler sobre: Viagens pelo Brasil.

Foto: Pixabay.

Patrimônios de São Luís – O que fazer no Maranhão

Estive no Maranhão e comecei o roteiro por São Luís, durante os festejos do bumba-meu-boi. Uma cidade que exala poesia e charme, pela beleza da arquitetura.

Uma verdadeira viagem no tempo, sendo que uma das melhores experiências é caminhar através de vielas e becos, com o piso feito com pedras de cantaria.

Circular por esse cenário é uma das  experiências sobre o que fazer no Maranhão.

Foi fundada em 1612, por franceses, seu nome homenageia o Rei Luís XIII; depois invadida por holandeses e por último, construída por portugueses.

Os casarões têm fachadas revestidas de azulejos portugueses, que além de embelezar, tinham como função refletir a luz e o calor, além de tornar menos vulneráveis às chuvas.

As edificações primavam pela adequação ao clima, com o aproveitamento máximo, da sombra e da ventilação marítima. Isso torna o centro histórico de São Luís, com características singulares.

Explore São Luís, passeios e traslados.

O que fazer no Maranhão:

Foto: Pixabay.

Patrimônio da UNESCO

O Centro Histórico de São Luís, foi tombado em 1974 pelo IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e recebeu o título de Cidade Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO em 1997.

O conjunto arquitetônico é um exemplo de cidade colonial portuguesa, estão tombados quatro mil imóveis, dos séculos XVIII e XIX. Conhecer esse patrimônios do Brasil é uma das dicas: o que fazer no Maranhão.

No passado São Luís teve uma participação significativa na economia do Brasil, e foi considerada a quarta cidade mais próspera, depois de Salvador, Recife e Rio de Janeiro.

Outros destinos do Brasil com semelhanças são Olinda, Ouro Preto entre outros. Saiba no post Lua de Mel em Patrimônios da UNESCO.

O que fazer no Maranhão: São Luís e Rota das Emoções

Foto: Pixabay.

O que fazer em São Luís no Maranhão

O Centro Histórico além da arquitetura  conta com museus interessantes como a Casa do Maranhão, que mostra o folclore especialmente o bumba-meu-boi. O lugar é ideal para a introdução sobre as manifestações culturais tão ricas do Maranhão.

A Casa da Festa também conta com exposição com o tema do folclore maranhense, basicamente é uma mostra que se complementa com a Casa do Maranhão. Há grande variedade de obras e conteúdos sobre as diversas festas, não só do bumba-meu-boi, como da Festa do Divino, Festa dos Santos Reis, entre outras.

A Casa de Nozinho, mostra o artesanato utilizado no cotidiano. O casarão conta com obras do artista popular Mestre Nhozinho.

O Centro de Cultura Popular Domingos Vieira Filho, se dedica à sobre a cultura afro, principalmente sobre Religiões de Matrizes Africanas.

No Museu de Arte Visual, os bons monitores contam a história da arquitetura do Maranhão. Foi lá que eu soube do termo arquitetônico sobrado, que na realidade era o que sobrava, do casarão no andar de cima, quando o térreo era para o comércio, ou o Solar, que era somente para ser residência, “só lar”.

A Casa da Tulhas é um mercado que se encontra os vários produtos locais, como alimentos, bem como artesanato. Uma oportunidade para comprar farinha de mandioca, doces, cachaça entre outros produtos da terra.

Outro ponto importante é a bonita Catedral de São Luís do Maranhão, que começou a ser construída em 1677, passou por várias fases e reformas. Foi um colégio jesuíta de importância cultural na região.

O que mais gostei foi o interior da Catedral, atrás do altar há um retábulo de madeira talhado, com detalhes dourados no estilo barroco da época colonial.

O que fazer no Maranhão: São Luís e Rota das Emoções

Foto: Pixabay.

Manifestações Folclóricas – O que fazer no Maranhão

Essa cidade oferece também muitas manifestações culturais, como nas festas juninas, ponto alto do turismo no Maranhão.

O evento e reúne diversos grupos folclóricos organizados, como o bumba-meu-boi, a quadrilha, o tambor de crioula e outras com grande adesão da população e dos turistas.

Bumba-meu-boi

O bumba-meu-boi se baseia em uma lenda, que conta, que uma escrava Mãe Catirina, grávida teve desejo de comer a língua do boi, o marido Pai Francisco matou o animal para satisfaze-la.

O dono da fazenda descobre e quer o boi de volta, Pai Francisco decide ressuscita-lo cantando e dançando a sua volta. O evento tem a alegria da dança e música, bem como o colorido das roupas e adereços.

Você vai gostar de ler também sobre Cultura e Folclore na América do Sul.

Praia de Calhau

O Maranhão não tem praias paradisíacas como outras cidades do Nordeste. A praia do Calhau é a mais famosa, tem uma orla charmosa com quiosques e vários restaurantes. Ideal para o final da tarde.

Confira também o post: Lua de Mel no Nordeste.

Ilha de Alcântara – O que fazer no Maranhão

A Ilha de Alcântara guarda casarões históricos e ruínas dos tempos coloniais. Há um interessante tour que se inicia com o embarque no cais de São Luís. Dentre as principais atrações da ilha estão: Porto do Jacaré, Ladeira do Jacaré, capela das Mercês, Ruínas do Palácio do Imperador, Casa do Divino, Museu Histórico, Pelourinho e Museu do CLA.

Quanto aos templos religiosos, os mais importantes são: a Igreja do Carmo, as ruínas da igreja da Matriz e Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos.

O mar é agitado e há balanço do barco, portanto não é recomendado para pessoas que sofram em embarcação. Reserve online o Tour para Alcântara.

Conheça as Ilhas mais bonitas do mundo.

Guaraná Jesus

No Maranhão não deixe de provar o famoso guaraná Jesus, um refrigerante cor-de-rosa. A deliciosa bebida é um ícone do estado, devido a cor inusitada, tanto do líquido, como da pitoresca embalagem.

Onde ficar em São Luís

Eu me hospedei na Pousada Portais da Amazônia no Centro Histórico de São Luís e recomendo, a decoração é colonial e a localização perfeita.

Há outras opções como o Blue Tree Tower São Luís, que conta com uma bela área de piscina.

O Hotel Luzeiros São Luís tem ótimo padrão de qualidade.

Depois de alguns dias perambulando por ruas históricas, de tomar guaraná Jesus e de comer muito bem, eu segui para conhecer uma das mais belas paisagens do Brasil, os Lençóis Maranhenses.

Lençóis Maranhenses

O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, fica próximo à cidade de Barreirinhas, está a 4 horas de carro.

A área é maior que a cidade de São Paulo, reúne em um só lugar, dunas, manguezais e lagoas de águas cristalinas que variam em tonalidades.

O passeio para visitar o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, é feito travessia de balsa pelo  rio Preguiças e depois por trilhas.

Eu achei fantástico caminhar pelas dunas brancas entre lagoas que se formam no período das chuvas.

O pôr do sol, que tinge de dourado as dunas é um dos melhores momentos da viagem.

Passeio de Barco para Caburé

O belo passeio em barco pelo rio percorre por 40 minutos, com a paisagem de mangue que lembra os igarapés da Amazônia.

O Circuito Rio Preguiças faz parte da APA – Área de Proteção Ambiental. A primeira parada é na comunidade de Vassouras, onde estão os Pequenos Lençóis, próximo à uma comunidade de ribeirinhos. Gostei de ver os macacos pregos que parecem acostumados com os viajantes.

Depois segui para Mandacaru, um vilarejo onde se localiza o Farol da Marinha. Se encarar os 160 degraus do Farol da Marinha, o presente lá do alto é uma bonita vista panorâmica do local.

No final do passeio chega-se a Caburé, no extremo do Maranhão, que une o rio e o mar. A praia de Caburé é uma natureza intocada, com areia branca.

Povoado de Cardosa

Outro passeio bacana é para o povoado de Cardosa, trajeto pelo rio Formiga, de águas calmas e cristalinas. Um dos atrativos são as boias infláveis que descem o rio. A dica depois é almoçar na comunidade.

A melhor época para conhecer os Lençóis Maranhenses, é a das chuvas de abril a julho, que deixam cheias as lagoas.

O passeio completo para os Lençóis Maranhenses, pode ser reservado online: Tour Lençóis Maranhenses 3 dias.

Os Lençóis encheram minha memória de belas imagens para sempre! A partir de Barreirinhas embarquei em busca de mais emoção, aproveitando que tinha tempo disponível para mais 5 dias de viagem.

Onde ficar – Lençóis Maranhenses

O Porto Preguiça Resort em Barreirinhas, é um dos melhores, com ótimo restaurante e várias áreas ajardinadas com redes.

O Hotel Pousada do Buriti conta com ótima localização em Barreirinhas e é utilizado na Rota das Emoções.

Rota das Emoções – O que fazer no Maranhão

O trajeto da Rota das Emoções começa oficialmente em São Luís, passa pelo Delta do Parnaíba no Piauí e termina em uma das cidades mais famosas do Nordeste, Jericoacoara.

Depois de conhecer as paisagens das dunas dos Lençóis Maranhenses, eu embarquei para Parnaíba no Piauí em carro 4×4, na Rota das Emoções.

O bacana é que durante a viagem é possível conhecer as comunidades de Paulino Neves, Tutóia e Lagoinha.

O que fazer no Maranhão: São Luís e Rota das Emoções

Foto: Pixabay

Delta do Parnaíba – Piauí

Cheguei a Porto dos Tatus para embarcar em uma  lancha tipo voadeira para conhecer o Delta do Parnaíba.

O terceiro maior delta oceânico do mundo, o encontro do rio com o mar, conta com 2.700 quilômetros. Uma das atrações do Delta do Parnaíba é observar a revoada de guarás, os lindos pássaros vermelhos no final da tarde, no trajeto entre Porto dos Tatus em direção a Ilha do Caju.

A região formada pelo Delta é considerada uma das mais belas paisagens do litoral brasileiro. Faz parte da APA (Área de Proteção Ambiental da Delta do Parnaíba) conta com uma grande biodiversidade, da fauna e da flora, um verdadeiro santuário ecológico.

A origem do nome Delta vem do alfabeto grego, que tem como símbolo a triângulo. As inúmeras ramificações do rio Parnaíba no encontro do Oceano Atlântico, formam inúmeras ilhas, canais e igarapés.

O pessoal local associa o desenho do Delta do Parnaíba à uma mão aberta, sendo que os dedos representam as localidades: Barra de Tutoia, Barra do Caju, Barra do Igaraçu, Barra das Canárias e Barra da Melancieira.

A Rota das Emoções me lembrou da viagem que fiz para o Delta do Okavango em Botswana, bem como outros pelo continente africano, com vários espetáculos da natureza.

Outro lugar do mundo que se destaca com a semelhança é o Delta do rio Nilo, que tem importância para agricultura e economia do país desde a antiguidade.

A seguir fui conhecer a Baía do Feijão Bravo. Durante o percurso, pude circular por vários lugares: o Igarapé dos Periquitos, a Ilha dos Poldros, a Baía do Feijão Bravo, a Ilha das Canárias e o Morro Branco.

O pernoite foi na cidade de Parnaíba e no dia seguinte segui para Jericoacoara no Ceará.

Além da Rota das Emoções. desde do Maranhão, que inclui o Delta, é possível também fazer o passeio a partir da cidade de Parnaíba, com o Tour Delta do Baia do Feijão Bravo.

Fotos: Pixabay.

Conheça também os vários passeios de barco no post: Cruzeiros pelos Rios do Brasil.

Onde ficar em Parnaíba

Uma das melhores opções é o Hotel Pousada dos Ventos em Paranaíba.

Jericoacoara

Eu conheci Jericoacoara nos anos 80 quando a hospedagem, era em casas de pescadores, de lá para cá muita coisa mudou, no entanto, a beleza continua impactante. Retornei algumas vezes e a cada viagem a emoção continua.

A antiga vila de pescadores se tornou um dos lugares mais incríveis do Litoral Cearense.

A praia mais badalada do Nordeste no momento é Jeri, como é carinhosamente chamada. Faz parte do Parque Nacional de Jericoacoara, também uma Área de Proteção Ambiental.

O conjunto de praias, lagoas, dunas e da formação rochosa Pedra Furada, é um dos mais bonitos do Brasil.

A Lagoa do Paraíso é um dos passeios imperdíveis para fazer na região. A dica é relaxar em uma das redes dentro da água, com um visual inesquecível

Assistir ao incrível pôr do sol, de cima das dunas, um momento mágico de Jeri, é um programa obrigatório para curtir o local.

Essa é uma super experiência de viagem e visuais totalmente diferentes.

Para fazer a Rota das Emoções, a chegada deverá ser pelo aeroporto de São Luís do Maranhão, com 1 pernoite extra na cidade. A saída deverá ser realizada pelo aeroporto de Fortaleza.

Como a recomendação foi de uma noite extra, em Fortaleza no final do circuito, uma vez que a previsão de chegada, vindo de Jericoacoara é às 18h00, eu estiquei a viagem para ficar mais uns dias na capital cearense.

O que fazer no Maranhão: São Luís e Rota das Emoções

Foto: Pixabay.

Onde ficar em Jericoacoara

A hospedagem utilizada na Rota das Emoções é a Pousada Jeri Dunas.

Confira as ofertas de Jeri.



Booking.com

Como chegar

Para fazer a viagem completa Rota das Emoções, a melhor opção é comprar a ida aérea até São Luís, depois Surface, ou seja, trecho não voado e sim realizado por terra, entre o Maranhão e o Ceará com retorno, via Fortaleza,

Confira rotas, companhias e promoções para compra de passagens aéreas no quadro abaixo.

Seguros Promo

Extensão de viagem para Fortaleza

A cidade de Fortaleza além das belas praias conta com cultura, possibilidade de compras e ótima gastronomia.

Quando o assunto é sobre comidas, confira também o post: Gastronomia em viagens.

Fortaleza: o que fazer

Foto: Autoral.

Há vários passeios e experiência, Explore Fortaleza.



Booking.com

Dicas de Viagem – O que fazer no Maranhão

Toda viagem necessita de planejamento e providências, saiba mais no post: Dicas para Viajar.

Nos restaurantes de São Luís, provar o Arroz do Mar, uma das delícias da culinária local.

O restaurante da Pousada Portais da Amazônia, é uma boa opção para o jantar no Centro Histórico de São Luís.

Em Barreirinhas a dica é jantar na Pizzaria do Porto Preguiças Resort, o restaurante foi idealizado por paulistas que se orgulham de levar o estilo e a qualidade das redondas para o Maranhão.

Comprar o belo artesanato local na parada do passeio de Caburé.

Em Jericoacoara não deixe de ver o pôr do sol sobre as dunas.

Livros que Inspiram

Uma das sugestões para conhecer mais sobre o folclore maranhense é com o livro Coração Musical bumba-meu-boi. Outra opção é o livro Maravilhas do Brasil – Festas Populares.

O Blog Deusa Rodrigues tem diversas parcerias de serviços. Se você usar os links abaixo nos auxiliará a manter o site. Não pagará mais por isso e em alguns casos há descontos, promoções e entregas a domicílio.

  • 🏨 Reserva de hotéis – parceria com Booking, clique aqui.
  • 🏡 Aluguel de casas e apartamentos – parceria com Booking, clique aqui.
  • ✈ Passagens aéreas e pacotes de viagem – parceria com Passagens Promo, clique aqui.
  • 🎫 Ingressos- Disney, parques temáticos, musicais da Broadway e tours. Parceria com RCA Operadora oficial, clique aqui.
  • 🚗 Aluguel de carros - parceria com Rentcars, clique aqui.
  • 🚌 Excursões e ônibus hop-on hop-off - parceria com Get Your Guide, clique aqui.
  • 🌎 Passeios e experiências - parceria com Easy Travel Shop, clique aqui.
  • 🏥 Seguro viagem - parceria com Seguros Promo, cupom de desconto DEUSA5, clique aqui.
  • 📱 Chip para celular – Viaje Conectado. Parceria com a Seguros Promo, clique aqui.
  • 💵 Câmbio de moedas - parceria Confidence Câmbio clique aqui.
  • 📚 Associado Amazon – compras online, entrega rápida, clique aqui.

Deixe o seu comentário!

Copyright © 2021 Deusa Rodrigues | Todos os Direitos Reservados

Direitos autorais: todos os textos são autorais e as fotos a maioria são autorias e outras cedidas por hotéis e representações para esse blog/site. Nenhuma parte desa publicação poderá ser reproduzida, copiada, armazenada em sistema digital ou transferida por qualquer meio eletrônico, fotocópia, mecânico, etc. sem que haja permissão por escrito emitida por esse Blog Deusa Rodrigues - viagens e lua de mel