Deusa Rodrigues - Travel Agent

Como viajar para a Antártica para conhecer o sexto continente?

15.set.23 - atualizado em 16.set.23



Como viajar para a Antártica e colocar os seus pezinhos no sexto continente? Para os amantes de viagens esse é um verdadeiro sonho.

Um destino único e incrível que poucos. A opção para conhecer é fazer um cruzeiro de luxo com toda infraestrutura para desbravar o mundo branco.

Confira as dicas que preparei para sua viagem.

Conheça também o post O Que Fazer no Fim do Mundo.

Como viajar para a Antártica?

Foto: Pixabay.

Cruzeiro pela Antártica – Experiência Única

Saiba o que leva o turista a visitar a região menos explorada do planeta. Como viajar para a Antártica?

São as paisagens impactantes e os animais diferentes tornam a experiência única, inigualável e faz parte das grandes viagens do mundo.

Você vai gostar também de ler sobre a minha experiência no Cruzeiro pelo Mar Mediterrâneo.

Iate Scenic Eclipse

Como viajar para a Antártica? A dica realizar um dos cruzeiros como do Iate Scenic Eclipse.

As acomodações são categoria luxo, há diversas experiências gastronômicas, com tudo incluído a bordo, além dos passeios.

Cruzeiro de Expedição

Esse é um cruzeiro de expedição, que se caracteriza por desbravar regiões diferentes e remotas, para oferecer aos participantes experiências e conhecimento.

O Iate Scenic Eclipse tem capacidade para 200 pessoas, por ser menor que grandes navios, permite fazer as manobras de embarque e desembarque em diversos locais.

Como viajar para a Antártica?

Foto divulgação Iate Scenic Eclipse.

Cabine de Comando do Scenic Eclipse

Se você está se perguntando como viajar para a Antártica com segurança? Saiba que os navios são super modernos e equipados com instrumentos de última geração.

Como viajar para a Antártica?

Foto divulgação Iate Scenic Eclipse.

Suítes do Iate Scenic Eclipse

Como viajar para a Antártica com conforto? As suítes de luxo dos navios são equipadas com o que tem de melhor em termos de comodidades.

Como viajar para a Antártica

Áreas Internas e Externas do Scenic Eclipse

As refeições são momentos de prazer entre os viajantes, nos salões decorados no estilo contemporâneo, além da deliciosa gastronomia oferecida.

Como viajar para a Antártica?

Foto divulgação Iate Scenic Eclipse.

Em todo cruzeiro, seja por mares ou rios, relaxar e curtir o visual no deck ao ar livre é um dos melhores atrativos e na Antártica não é diferente.

Confira o conteúdo de post Cruzeiro pelos Rios e Lagos do Brasil.

Como viajar para a Antártica?

Foto divulgação Iate Scenic Eclipse.

Excursões na Antártica

Os participantes podem escolher uma série de excursões para explorar o continente.

Quem navega pelo Scenic Eclipse pode fazer uma média de duas excursões todos os dias na Península Antártica, incluindo paddleboarding, caminhadas pela natureza, além de passeios terrestres diários.

Como viajar para a Antártica?

Foto divulgação Iate Scenic Eclipse.

As excursões são realizadas pelos especialistas da Polar Discovery Team.

Como viajar para a Antártica?

Foto: Pixabay.

Submarino & Helicópteros

Como viajar para a Antártica e conhecer do alto e o fundo do mar? No Iate Scenic há passeios em 2 helicópteros disponíveis e também submarinos para observar o fundo do mar.

Como viajar para a Antártica?

Foto Divulgação Iate Scenic Eclipse.

Você já imaginou poder observar os peixes da Antártica? Sem dúvida é uma experiência e tanto para qualquer viajante.

Como viajar para a Antártica?

Foto divulgação Iate Scenic Eclipse.

Destinos Polares

Os cruzeiros polares visitam pequenas ilhas da Geórgia do Sul e Ilhas Falkland.

Foto divulgação Iate Scenic Eclipse.

Geórgia do Sul

O destaque é para a biodiversidade, que conta com 1.500 espécies na Ilha Geórgia do Sul e também há possibilidade de conhecer o legado de Ernest Shackleton, sobre a indústria baleeira.

Ilhas Falkland

As Ilhas Falkland contam uma grande população de pinguins, focas e albatrozes, entre outros animais.

Há lindas praias, falésias incríveis e gramados com flores nativas.

Como viajar para a Antártica?

Foto: Pixabay.

Animais da Antártica

Como viajar para a Antártica e observar a vida selvagem? Há incríveis animais no continente, entre as grandes experiências de observação há variações de acordo com os mêses do ano.

Como viajar para a Antártica?

Dezembro

No mês de dezembro se poder ver os rituais de namoro de Gentoos, Adélie e pinguins barbicha.

Os Petréis azuis voam ao longo da Passagem de Drake Geórgia do Sul, além de ter também focas bebês. Um período bom para o avistamento de baleias jubarte perto da Península.

Como viajar para a Antártica

Janeiro

Em janeiro há mais chances de avistar orcas e jubartes. Há também a primeira temporada de incubação de pinguins na Geórgia do Sul e na Península. As focas de Weddell costumam descansar em blocos de gelo.

Como viajar para a Antártica

Fevereiro

Em fevereiro é tempo de observar focas em abundância e também orcas em busca de alimentos.

Como viajar para a Antártica

Os pinguins adultos começam a mudar, e é uma graça ver os filhotes de pinguins que estão aprendendo a nadar.

Como viajar para a Antártica

Foto: Pixabay.

Março

Em março é momento de observar os minkes e outras baleias, que inclusive ficam por perto do Iate. Aparecem os filhotes de albatroz desajeitados que estão aprendendo a voar. As focas-leopardo emitem um canto de acasalamento quando estão namorando.

Como viajar para a Antártica

Foto: Pixabay.

Como viajar para a Antártica

Roteiros do Cruzeiro pela Antática

Como, quando e quanto custa viajar para a Antártica?

Em geral os roteiros são 10 a 15 dias e partem de Ushuaia, na Argentina, ou Punta Arenas, no Chile. Para nós brasileiros via Argentina é mais econômico, devido à proximidade e ofertas de voos para Buenos Aires.

Booking.com


Confira abaixo no banner as opções para compra das passagens aéreas.


vai-de-promo

Saídas e Preços para a Antártica

Iate Scenic Eclipse I – Roteiro Antartica in Depth – Scenic – Buenos Aires/ Buenos Aires – 13 dias.

02/12 a 14/12/23 – A partir de USD 9480 + taxas por pessoa.

Iate Scenic Eclipse II – Roteiro Beyond the Antartic Circle – Scenic – Buenos Aires/ Buenos Aires – 15 dias.

08/01 a 22/01/24 – A partir de USD 11.230 + taxas por pessoa.

Antartic Discovery – Atlas – Buenos Aires/ Buenos Aires – 13 dias.

24/02 a 04/03/24 – A partir de USD 9249 + taxas por pessoa.

Inclui 1 noite pré em Buenos Aires, voos internos Buenos Aires/Ushuaia e 1 tour pós cruzeiro Parque Nacional Tierra Del Fuego.

Para informações e reservas – e-mail: deusamrodrigues@gmail.com 

Quando Visitar a Antártica

A temporada de cruzeiros na Antártida tem início no outono, no mês de novembro e termina no fim do verão, começo de março.

Temperatura na Antártica.

Nos meses de novembro a março a média na Antártica é de 2 graus de mínima e 25 graus de máxima.

Vestimenta em Passeios na Antártica

Como viajar para a Antártica e o que vestir? A vestimenta recomendada e utilizar camadas de peças térmicas para se aquecer e controlar umidade.

Acima das camadas térmicas, usar roupas grossas de lã, merino e poliéster para manter a temperatura. Quanto às camadas exteriores a recomendação é usar calça e casaco impermeável.

O navio fornecerá botas até o joelho para as excursões e uma parka de presente. Os Acessórios não podem ser esquecidos como: meias grossas, gola e gorro de lã ou malha, luvas térmicas e óculos de sol polarizado.

O Que Vestir a Bordo do Cruzeiro

Os navios são climatizados nas áreas internas, portanto é possível usar camisas e calças leves sapatos antiderrapantes, fechados.

Para sair aos decks externos, deve-se usar jaqueta impermeável. Para os jantares da noite recomenda-se roupas de inverno. Alguns navios são mais sóbrio e outros mais descontraídos no quesito vestimenta.

Sobre a Antártica

Como viajar para a Antártica e o que saber antes?

A Antártica ou Antártida, deixou de ser uma área exclusiva para pesquisa científica e passou a receber cruzeiros de turismo no final da década de 50.  Um verdadeiro mergulho em umas das regiões mais remotas e inexploradas do mundo.

O sexto continente possui 98% de sua área coberta de gelo. Um dos lugares do planeta Terra de muita importância, pois concentra 70% das reservas de água doce, que formam as geleiras.

O aquecimento global é muito prejudicial, por causar o derretimento que altera o nível dos oceanos e acarreta em desequilíbrio ambiental, que já estamos observando em todos os continentes.

Ilustração: Pixabay.

Conjugar a Viagem com Ushuaia

A viagem para a Antártica pode ser conjugada com Ushuaia, considerado o fim do mundo na Argentina, para conhecer o extremo sul do continente americano.

A região reúne paisagens belíssimas no verão e possibilidade de esquiar no inverno. A observação de animais também faz parte da vivência na Patagônia Argentina.

Confira também a matéria Lua de Mel na Argentina.

Fim do Mundo Argentina

Foto: Pixabay.

Ushuaia

O extremo sul da Argentina, está Ushuaia que é uma linda cidade, ideal para visitar durante o verão.

Entre Dezembro e Março a temperatura varia de 5 a 13°C e o tempo de luz do sol pode chegar até a 17 horas por dia! Uma ótima oportunidade para conhecer as belas paisagens locais.

As viagens que ocorrem no mês de Dezembro oferecem a oportunidade de curtir a decoração e as compras de Natal.

Em semana de lua cheia, os viajantes terão uma experiência incrível de observar do alto à noite, a pequena baía prateada, assim como aconteceu comigo, confira abaixo o hotel indicado para viver esse momento.

Fim do Mundo na Patagônia Argentina

Foto: Pixabay.

Confira também os Pontos Turísticos do Chile.

Passeios na Viagem para Ushuaia

A região oferece diversos passeios, cada um mais bonito que o outro.

A melhor maneira de conhecer é fazer um Tour de reconhecimento pelo centro da cidade e redondezas.

Foto: Pixabay.

Principais Pontos Turísticos do Centro

Mirante Las Hayas, o bairro de La Misión Anglicana, a baía Encerrada, a movimentada avenida San Martín ou a igreja de Nuestra Señora de la Merced com suas cores vibrantes.

O Museu Marítimo e do Presídio de Ushuaia e suas famosas estátuas também vale a pena conhecer.

Reserve o Tour por Ushuaia.

Fim do Mundo na Patagônia Argentina

Foto: Pixabay.

Se o tempo permitir faça um Passeio de Helicóptero.

Canal de Beagle

O passeio de barco pelo Canal de Beagle e ilhas, é um dos mais importantes. O estreito de mar na Terra do Fogo é a fronteira natural entre Argentina e Chile.

Fim do Mundo na Patagônia Argentina

Foto: Pixabay.

Um lugar que se destaca pela rica fauna com: gaivotas, albatrozes, patos, etc. O arquipélago das Bridges conta com a Ilha dos Lobos Marinhos.

Foto: Pixabay.

O tour também pode ser realizado em Iate pelo Canal de Beagle e combina uma trilha para conhecer melhor a região.

Foto: Pixabay.

Parque Nacional  da Terra do Fogo

Para conhecer o famoso Trem do Fim do Mundo é necessário entrar no Parque Nacional da Terra do Fogo na Argentina, situado a 11 quilômetros de Ushuaia.

Fim do Mundo na Patagônia Argentina

Uma região de floresta subatlântica que conta diversas espécies de animais, como a raposa-vermelha, o periquito-austral ou o pica-pau-de-magalhães.

A região é protegida e a mais austral da Argentina, reúne as regiões costeiras e montanhas, um lugar ideal para fazer uma caminhada e curtir a natureza.

Trem do Fim do Mundo

O Trem do Fim do Mundo é operado pelo Ferrocarril Austral Fueguino, uma linha férrea mais ao sul do planeta, na Argentina.

Fim do Mundo na Patagônia Argentina

Foto: Pixabay.

Os vagões são de época, propulsados por locomotivas clássicas a vapor, e o trajeto percorre sete quilômetros.

Esse pitoresco passeio faz parte da história da região e vai render boas fotos para lembrança da viagem para Ushuaia.

Foto: Pixabay.

Castores em Ushuaia

Os castores que são espécies nativas da América do Norte e da Europa estão presentes no Ushuaia.

Foto: Pixabay.

Os animais, que são os maiores roedores do mundo, foram introduzidos na região para fins comerciais, e acabaram por desequilibrar o eco sistema, devido a proliferação maciça, uma vez que não há predadores para eles, como os ursos do hemisfério norte.

Os castores passaram a roer as árvores, para formar diques, barreiras naturais de água, e com isso começaram a devastar as florestas nativas da região. Acredita-se que há cerca de 100 mil castores na Patagônia.

Foto: Pixabay.

Os viajantes do Parque Nacional da Terra do Fogo podem visitar as Castoreras e observar os detalhes.

O lago Fagnano, dentro do Núcleo Lapataia é um dos pontos turísticos do Ushuaia, para observar os animais fofinhos, que fazem parte de uma grande polêmica ambiental, do Fim do Mundo na Argentina.

Laguna Esmeralda

Para conhecer a Laguna Esmeralda é necessário encarar uma trilha pela Terra do Fogo.

Depois de uma viagem de 20 minutos de carro, o passeio começa com trilha para através os vales de origem glaciar, o Vale de Tierra Mayor e o Vale do Rio Esmeralda.

O trajeto de duas horas é feito entre bosques e geleiras até a famosa Lagoa Esmeralda com incrível águas verdes, que descem do glaciar Ojo del Albino.

Esse local me fez lembrar da viagem pela Travessia dos Lagos Andinos.

O tour inclui um delicioso piquenique com alfajores, empanadas, frutas e chá.

Outro momento para fotografias e depois retornar ao hotel com muitas histórias para contar.

Reserve a Trilha para Laguna Esmeralda

Lagos Escondido e Fagnano

Para conhecer o Lagos Escondido e Fagnano, de origem glacial. a sugestão é fazer um Tour em veículo Off Road.

O veículo 4×4 parte de Ushuaia pela Rota Nacional 3 até Paso Garibaldi na Cordilheira dos Andes, no caminho há uma estrada de terra que chega ao Lago Escondido.

Há um momento de descanso onde é servido torta, café, chá ou mate. Depois é hora de uma cavalgada para curtir a região.

A seguir novamente o trajeto em 4×4 até um refúgio do Lago Fagnano, com tempo para caminhar nas margens e curtir a bonita região. O  almoço é servido no refúgio e depois é hora de retornar o hotel em Ushuaia.

Cerro Castor – Esqui em Ushuaia

Para quem viaja no inverno a dica é aproveitar para esquiar no Cerro Castor. O local é um dos centros de esqui da Terra do Fogo desde 1999.

O Cerro Castor é uma das estações de inverno mais importantes do Fim do Mundo Argentina.

Para pessoas que não sabem esquiar há aulas com monitores encarregados das melhores técnicas. Há pistas perfeitas para principiantes, como também, para viajantes experientes.

Reserve uma Aula de Snowboard no Cerro Castor.

Foto: Pixabay.

Onde Ficar em Ushuaia

As pousadas e hotéis do Ushuaia tem estilo lodges ou cabanas charmosas de inverno, bem ao estilo do Fim do Mundo, na Argentina

Las Hayas Ushuaia Resort

Um dos melhores hotéis é o Las Hayas Ushuaia Resort que fica no ponto alto da cidade e em noites de lua cheia é possível observar as águas da baia de Ushuaia prateadas.

Arakur Resort Ushuaia & SPA

O Arakur Resort Ushuaia & SPA  se destaca pela jacuzzi ao ar livre com vista da região.

Los Cauquenes Resort SPA & Experience

O Los Cauquenes Resort SPA & Experience é outro hotel de luxo com apartamentos amplos e boa localização.

Deixe o seu comentário!

Copyright © 2023 Deusa Rodrigues | Todos os Direitos Reservados

Direitos autorais: todos os textos são autorais e as fotos a maioria são autorias e outras cedidas por hotéis e representações para esse blog/site. Nenhuma parte desa publicação poderá ser reproduzida, copiada, armazenada em sistema digital ou transferida por qualquer meio eletrônico, fotocópia, mecânico, etc. sem que haja permissão por escrito emitida por esse Blog Deusa Rodrigues - viagens e lua de mel